Saiba mais: Exposição a gás – Adicional de periculosidade

Foto: portal.trt11.jus.br

Foto: portal.trt11.jus.br

Trabalhador de uma empresa de bebidas realizou acordo com esta no TRT11, conseguindo o pagamento de adicional de periculosidade. Ele era operador de empilhadeira, e sempre desempenhou suas atividades em veículo movido a gás, obrigando-o a ficar ao lado da empilhadeira quando do abastecimento da mesma com o gás liquefeito de petróleo. E mais, ficava exposto no momento do armazenamento dos cilindros dentro do galpão.

0 0 votes
Article Rating

Sobre o Autor

Dr. Ney Araujo

"Área de atuação: Trabalhista, Previdenciária, assessorando Empresas e Pessoas Físicas com Defesas, Pareceres, Consultoria, Contratos, Propositura de Ações. Assessor Jurídico do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos - SINDNAPI, Presidente do Instituto dos Advogados Previdenciários de PE - IAPE, Conferencista e Palestrante."

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x